martes, 8 de noviembre de 2011

4º Dimensão - Hipercubo - Carl Sagan

HIPERCUBO - 4D
hypercube gif Pictures, Images and Photos


"A vezes creio que tem vida em outros planetas, e a vezes creio que não. Em qualquer desses casos a conclusão é assombrosa."(Carl Sagan)

O Grande Pensador - Carl Sagan nesse video explica a 4º Dimensão

sábado, 29 de octubre de 2011

Recordar!! Está tudo digitado no Inconsciente - Palestra de George Kavassilas

Recordar!
"Ver um mundo em um Grão de Areia e um Céu em uma flor silvestre, ter o infinito na palma da mão e a Eternidade em uma hora." William Blake

Existe muitas opiniões e vivencias sobre esse assunto e quando vemos essas informações, devemos filtra-la e pegar qual é a tua, oque você tira de real de tudo isso, no seu intimo, cada um percebe o mundo como ele desenha a sua vida.
Eu acredito que se tem que ver essa palestra "Nossa Viagem a Grande Decepção" de George Kavassilas, dessa maneira. Ele mostra uma variedade de experiencias que pessoalmente teve “viajando” através de dimensões do nosso universo no ano de 2003 e outras
experiencias extraodinarias, incluindo os contatos que teve com diferentes raças de ET, tanto benévolos como malévolos.

Ele enfatiza que das muitas coisas que fala já sabemos e que está somente nos ajudando a recordar.


Viagem/Escolha
Outros tópicos: 2012, ascensão, Mãe Terra(esquecida),
Seres com outras Consciências; da Federação Galáctica da Luz onde ele denomina de Falsa Luz, e que para chegar lá, ou seja na VERDADEIRA LUZ teremos que passar primeiro pela Falsa Luz. Escolhas! Portais Dimensionais. Teremos três caminhos a escolher: Da Tecnologia, do Amor Condicional(falsa Luz), ou da Terra.

"A Alma rebosante de doce deleite jamais será profanada" William Blake


Simplesmente cada um saberá através do coração! (se não for dessa vez, será em outra ocasião), estamos numa Espiral, é Infinito!
Essa Espiral nesse ponto que se encontra, ou que cada um se encontra, nos levará ao grande funil, onde todos, que estão na Consciência Terra Evolua junto com ela! Recordar! A passagem será dolorosa, lembre-se que estamos dentro da Nave Terra, mas depois que atravessarmos, será como um esplendor de Vida! A sensaçao será como espremido, como um supra sumo, para tirar de dentro de você tudo que resta do seu antigo paradigma! E uma nova Consciência estará. Essa grande Mudança que sutilmente vamos entrando como se tivesse sido tramado por uma Força invisível a Nós.
Está divida em 3 partes, onde ele comparte de toda sua experiencia e vivencia.
Cada um tire sua conclusão e esteja certo da SUA verdade ao menos BUSQUE.
Ser ou não Ser!!
Doctus Anima

ingles com legenda em espanhol

viernes, 21 de octubre de 2011

Liberta-se do MEDO da 3ª Dimensão


“Somos poeira de estrelas!”Carl Sagan
Ricas informações para nos libertar dessa cadeia em que vivemos da chamada 3ª dimensão, descobrir quem somos; (pode parecer meio guichê) poderosos, e que somos e que isso é a mais pura verdade! Quando lemos ou ouvimos sobre isso, simplesmente acabamos nos alimentando da mentira, que isso é impossível, que isso é besteira de quem fala sobre nova era, inspirado com o tal lado esquerdo do cérebro super ativado e lado direito bloqueado, mas não é bem assim, basta pelo menos deixar que essa informações entre dentro de você e que você as sinta como sua verdade, se você as merece!
“Não pode convencer a um crente de nada porque suas crenças não estão baseadas em evidencia, estão baseadas em uma enraizada necessidade de crer” Carl Sagan
O que mais nos deixa aprisionado nesse sistema e que nos faz seguir nessa prisão é um sentimento que tem como base o MEDO, todas as informações relacionadas a esse assunto chega nesse atalho, e que isso está fechando A TODOS pra maravilhas do cosmos!
Então somos dominado pelo MEDO, desde que nascemos, na educação, religião, noticias, etc. e outros paradigmas.
Paradigmas esses que passaram nossos pais, avôs, bisavôs, e isso vai mais além sendo genético, está no nosso DNA.

“Nossos antepassados observaram a complexidade e a beleza da vida e compreenderam que tinha que existir um grande criador” Carl Sagan


Esses vídeos abaixo mostra isso, que podemos criar, e que somos capazes de dar um Reset, apagar esses botões que nos mantém aprisionados e liberarmos dessa ilusão , sendo NÓS mesmos co-criadores da nossa existência. Imagina se são muitos que pensam assim!
Dolores Cannon, terapeuta Hipnótica, fala da 3 ondas de pessoas que nasceram na terra, que seria os Starseed que fala Alexander Retrov no vídeo mais abaixo:
Nesse entrevista Dolores Cannon fala dos seus 40 anos de experiência com Hipnose, da mudança, da Nova Terra, que a terra É UM SER VIVO, das outras dimensões, do karma, Nível Vibracional, que devemos nos "libertar" para evoluir, vale ser visto e conhecer o trabalho dessa terapeuta que está tantos anos estudando pessoas. Ela fala claramente que agora estamos preparados para receber tal informação! O numero esta aumentando, sinergia:

Alexander Retrov fala das hierarquias desse planeta, 2012, que cada um tem que sentir a “sua” verdade nesse assunto, mas oque mais me interessa nesse vídeo é a meditação que passa Krystal Alexander-Hille(minuto 25) sobre como apagar os botões do MEDO e nos livrar dele:

Suzanne Powell terapeuta, numa Palestra do Congresso de Ciência e Espírito falando como podemos nos curar sem remédios, com os poderes da nossa mente, do que pensamos e agimos! Que temos o controle sobre isso!
"É a hora do despertar, a nível coletivo, e só podemos, todos juntos, contagiando uns aos outros com nossa alegria de viver, a descodificação mental, o viver intensamente o presente, crer em nós mesmos, estar unidos desde do coração e ser plenamente conscientes”
Vale a pena ver, Suzanne é irlandesa radicada na Espanha, Em castelhano:

lunes, 9 de mayo de 2011

Reflexões sobre Comer Carne


Reflexões sobre comer carne - Somos Carnívoros?
"Não somos um ser humano tentando alcançar uma experiência espiritual, mas sim, somos seres espirituais tendo uma experiência humana" (Pierre Teilhard de Chardi)

Hoje cada vez mais e mais pessoas estão se tornando vegetariano: Não somente com a bandeira de uma comida mais natural e defensores dos animais, acredito que existe um chamado a todos nos mostrando que quando comemos carne, comemos o sofrimento do animal o sangue que ele derramou pra nos alimentar, que ele sente dor. A evolução da humanidade será para a alimentação sem carne e chegará um dia em que todos tomarão consciência e verão que não estará bem alimentar-se do sofrimento de outros. Há um tempo era normal que existissem escravos, assim como outras atrocidades do homem, sempre para beneficio próprio, comercio e ganância.
Com tanta variedade de alimentos vegetais, não é necessário essa barbárie que é tida como super normal por sermos educados e alimentados pelo primitivismo do homem.
E muito mais pela violência que são os matadouros e a indústria desse mercado, porque quando vamos ao supermercado vemos as embalagens, será que seria diferente se tivéssemos que matá-los. Não vemos como cadáver. Fechamos os olhos pra isso e não pensando nas conseqüências desastrosas dessa criação em larga escala. Então alguma vez pensou que os “pedaços” de carne, frango ou peixe que guarda na geladeira são Cadáveres, que uma vez que tempera com “vegetais” para dar sabor, cozinha e elabora o prato, estará consumindo não somente as toxinas de um animal, mas também os antibióticos, hormônios e as bactérias que contraiu ao ser empacotado, etc? Alguma vez já se perguntou que faz um ser humano consumindo o leite que uma vaca produz para alimentar sua cria e não a ti?
Ainda que sejamos seres superiores ao animal, deveríamos usar para proteger aos animais, nossa cultura nos mostra ser natural comer carne, mesmo com tantos motivos para mudar.

MOTIVOS PARA SER VEGETARIANO OU VEGAN

Algumas pessoas estão deixando de comer carne para ter mais saúde e muitos prêmios Nobel se converteram em grandes difusores e praticantes de uma alimentação que não inclui a ingestão de cadáveres, pela lentidão nociva do processo digestivo que nos faz perder a maior parte da energia metabólica do dia e pela acumulação de gorduras animais como principais causas de mortalidade, além do tema antes não reconhecido e agora tido como certo, da causa de vários cânceres.

Outros fazem também para proteger o meio ambiente, onde a indústria da carne e derivados é uma das mais prejudiciais para o planeta, (assistam ao vídeo abaixo a Carne é Fraca). Segundo a ONU, “a maior geradora de gases de efeito invernadero: dióxido de carbono, metano, óxido nitroso e amoníaco, é a industria da carne”. Além, a FAO (Food and Agriculture Organization, dependente da ONU) assegura que também é “a principal causa de desflorestamento para criar pastos e cultivos forrageiros, dado que o gado utiliza o 30% da superfície terrestre e ocupa o 33% de toda a superfície cultivável destinada a produzir forragens. Ao mesmo tempo, os frigoríficos, as curtumes e suas industrias derivadas contaminam a água, o ar e a terra”.
Existem outros cuja principal razão de não comer carne é não querer participar do crime silencioso, mas diariamente contra aqueles que não tem voz.
Em todos os casos, a pratica é sempre a mesma: Não violência. Não violência com o organismo corpo-mente, não violência com a Terra, não violência com os animais. Esta tripla concorrência tem uma lógica: se tudo é UM, o que é certo para a lei do coração é também para as leis da natureza.
A Terceira lei
Tem uma terceira lei, a lei do karma, sutil para os sentidos, mas não por isso menos eficaz. Este é o quarto tipo de violência que evitamos ao abster-nos da carne e seus derivados: o mal karma que geramos a nós mesmos. Desde um ponto de vista físico, o animal sofre por estar sendo assassinado e a
quantidade de adrenalina que desenvolve ante o estresse faz que a carne seja ainda mais venenosa para quem a consume. Da mesma forma quem o mata recebe uma perturbação energética que produz a sua violência, agressividade, e um kar
ma residual muito duro. Por ultimo está quem o consome, que capta em menor grau, mas em forma inevitável o karma negativo da matança do animal.
O Homem é carnívoro por natureza e a carne é Compatível para os Humanos?
Veja o quadro:
Comparações fisiológicas
Animais carnívoros
Animais Herbívoro-Frutívoros
(vegetarianos)
Humanos
Não transpiram. Eliminam o calor principalmente pela boca mediante o arquejo.
Transpira pelos poros da pele.
Transpira pelos poros da pele.
Tem garras
Não tem garras
Não tem garras
Dentes pontiagudos e afiados para destroçar a carne. Não possuem molares planos para mastigar.
Não tem dentes dianteiros pontiagudos, têm molares planos posteriores para mastigar.
Não tem dentes dianteiros pontiagudos, têm molares planos posteriores para mastigar.
Seu intestino é três vezes mais comprido que seu corpo, assim a carne em decomposição se elimina mais rápido.
O intestino é de dez a doze vezes o comprimento do corpo, pelo qual tem um longo processo digestivo.
O intestino é de dez a doze vezes o comprimento do corpo, pelo qual tem um longo processo digestivo.
Possui um poderoso ácido clorídrico no estômago para digerir e processar a carne.
Ácidos estomacais vinte vezes mais suaves que nos carnívoros.
Ácidos estomacais vinte vezes mais suaves que nos carnívoros.

Carnívoros!Por outros motivos, não pela fisiologia.

A comida vegetariana é um prazer para nossos olhos, para o paladar, além de ser boa para a saúde. O certo é que numerosos estudos demonstram que os vegetarianos tem sistemas imunológicos mais fortes que os carnívoros, tendo a tendência mais alta de morrer de problemas cardíacos, e são 40% mais propenso de contrair câncer. No ponto de vista psíquico, a carne aumenta a adrenalina e reduze a serotonina cerebral, no qual aumenta a ansiedade, o stress, a angustia e a insônia. Outros efeitos do consumo de carne e produtos derivados são a diabete, artrite, osteoporose, colesterol, pressão arterial alta, enfartes, obesidade, asma, impotência… e a lista segue.

Ser Vegan é tirar da dieta todos os derivados de proteína animal, enquanto ser Vegetariano é comer os derivados de proteína animal. Conselhos para se tornar Vegan por Pamela Ardenson, uma adicta Vegan.
1. Ser Vegan: Assegura que sua dieta Vegan não somente a ajuda a manter-se em forma mas, que também graças a ela conseguiu manter-se sã apesar de padecer de hepatite C.
2. Torne-se Vegan devagar: garante que a mudança a Vegetariano e a vegan deve se fazer com calma eliminando-se pouco a pouco as carnes e logo os produtos derivados de animais, alimentando-se mais de frutas e verduras assim como de proteínas vegetal.
3. Primeiro nutrição e depois exercício: Nada serve passar horas na academia se não estamos nos alimentando devidamente, deve concentrar-se em comer proteína vegetal, depois frutas e verduras e para os snacks frutos secos, amêndoas e sementes.
4. Hidratar-se é clave: Carrega contigo um recipiente de água constantemente, teu corpo necessita manter-se hidratado para ser saudável.


Devido ao grande números de citas feitas por Sábios, Santos e Gênios, comparto estas inspiradoras frases, como de Albert Einstein, pioneiro em tantas coisas, também de frases como as que coloco mais abaixo, seguindo ele mesmo uma dieta vegetariana durante os últimos anos de sua vida, como um despertar! Mas nao é somente Einstein, sendo defensor também do vegetarianismo Sócrates, Pitagoras, Leonardo da Vinci, Tolstoy...
Mais abaixo também, videos relacionados ao vegetarianismo e a essa indústria.


Reflexões e Citas famosas sobre os Animais e a Necrofagia
Albert Einstein
* Eu sou um fervoroso seguidor do vegetarianismo por princípio. Mais que nada por razoes morais e éticas, eu acredito firmemente que uma ordem de vida vegetariana, simplesmente por efeitos físicos, influirá sobre o temperamento do homem de modo que melhorará em muito o destino da humanidade.
* Nada beneficiará tanto a saúde humana e aumentará as possibilidades de sobrevivência da vida sobre a terra, como a evolução para uma dieta vegetariana.
Albert Schweitzer, premio Nobel da Paz 1952
*Devemos lutar contra o espírito da inconsciência cruel com que tratamos os animais. Os animais sofrem tanto quanto nós. A verdadeira humanidade não nos permite impor tais sofrimentos. É nosso dever fazer todo o mundo reconhecê-lo. ATÉ QUE não estendamos nosso circulo de compaixão a todos os seres viventes, a humanidade não encontrará a paz.
* Quando os animais suportam agonias imagináveis por parte dos homens sem coração, quando existe, tanto maltrato aos animais, ninguém deveria ser indiferente, ninguém deveria permitir, se é que pode impedir-lo, esta dor e este sofrimento. Um homem ético não arranca a folha da árvore nem corta a flor, e é cuidadoso para não matar um inseto ao caminhar.
Alexander von Humboldt
* De matar animais para fazê-lo com pessoas, tem um só passo.
* O comer animais como alimento não está muito longe ser antropofagia e canibalismo. A mesma quantidade de terra que se usa para pastagem e alimentação de gado para alimentar a dez pessoas, se é cultivada com lentilhas, feijões, ervilhas ou alimentos para centenas de gentes… A Bacia do Orinoco(rio em Venezuela) poderia produzir suficiente bananas para alimentar toda a humanidade comodamente.
Alice Walker
* Os animais existem no mundo por suas próprias razoes. Não foram feitos para o ser humano, do mesmo modo que os negros não foram feitos para os brancos, nem a mulher para o homem.
Arthur Schopenhauer
* Como a compaixão pelos animais está tão intimamente associada com a bondade do caráter, se pode garantir com confiança que quem é cruel com os animais não pode ser um bom homem.
Annie Besant
* A gente que come carne é responsável de toda a dor que nasce desse feito e que é gerada pela utilização de animais sensíveis como gênero alimento. Não só os horrores do matadouro, mas também os horrores preliminares de transporte em barcos ou navios; toda a fome e sede e a miséria prolongada do medo que estas criaturas infelizes têm que passar para a gratificação do apetite humana (...). Toda dor atua como um registro contra a humanidade e diminui e retarda a totalidade do
crescimento humano.
Benito Juárez
* A proteção aos animais forma parte essencial da moral e da cultura dos povos civilizados.
Bernardin
*A alimentação vegetal não só embelezará e fortalecerá teu corpo, como também fará com tua alma.
Buda
* Ama a todo ser vivente e pacifica seus espíritos deixando de matar e comer animais; Eis aí a verdadeira prova de religiosidade, pois o verdadeiro sábio e homem de Deus não só não matará nem COMERÁ a nenhuma criatura, mas sim que AMARÁ, CONSERVARÁ e POTENCIARÁ a vida em todas as suas manifestações.
Carlos Brandt
*É moral tudo o que tende a melhoria e a preservação da vida e imoral tudo o que piora ou destrói. O homem é o único ser que mata e devora aos seus irmãos apenas por vicio, porque os bichos quando matam fazem por necessidade. A carne é um estimulante para todos os vícios e por isso todos os grandes comedores de carne são tão agressivos e cruéis.
Charles Darwin
* O amor a todas as criaturas vivas é o atributo mais nobre do homem.
*A classificação das formas, funções orgânicas, costumes e dietas demonstram de uma maneira evidente que o alimento normal para o homem é vegetal como os antropóides e os símios e que nossos dentes caninos estão muito menos desenvolvidos que os seus. Não estamos destinados para competir com feras selvagens ou animais carnívoros.
Conde Maurice Maeterlinck
* Comer carne endurece e embrutece o homem e comer frutas o espiritualiza.
* Se algum dia generaliza a crença de que o homem pode parar de comer carne, não só levaria a uma grande revolução econômica mas uma melhoria moral.
Dr. Rajendra Prasad
* A única maneira de escapar a mentalidade que produziu a bomba de hidrogeno, é cultivar o respeito por toda a vida, a vida em todas suas formas, em todas as condições. Este é só outro nome para o Vegetarianismo.
Dr. Charles Richet
* Não; mil vezes não; a alimentação carnívora não é necessária. Todos os feitos o provam assim como o ABC da fisiologia.
Dr. Kellog
*Uma vaca ou uma ovelha que está morta em um campo são consideradas carniça. O mesmo cadáver num açougue se considera comida”.
Dr. Serge Raynaud de la Ferrière
* Os vegetarianos nao constituem campo favorável para a criação de micróbios. Prosseguem o ritmo de sua vida sem experimentar cansaço e a encontram como uma maravilha até seus últimos dias.
* Embora o animal não possua uma alma individual, obedece a uma alma coletiva, o que faz evoluir até o ponto de poder elevar-se em determinado momento para entrar no Reino humano, ao alcançar suficiente grau de evolução. Matá-lo não é só para contrariar a sua evolução, mas também separar uma parte do corpo desta grande alma coletiva que governa a raça animal.
*Mas o fato mais importante é o absorver uma parte do magnetismo que emana as células após a morte do animal (magnetismo que permanece ativo ainda no momento da putrefação) e retém sua força em qualquer temperatura que chegue a ser indispensável para a preparação e o consumo do alimento diário dos necrófagos (comedores de cadáveres). Fica também este magnetismo animal no meio-ambiente saturando o ar, a família, os amigos e os chegados, etc., com uma vibração contrária a sua evolução pessoal.
* É uma grande responsabilidade saber que um pode tornar-se um obstáculo para o bem-estar de seus filhos e sua família; é sinal de um estado de consciência baixa, fazer de sua alimentação diária um crime
e é uma consciência pobre a que não se rebele contra o fato de ter obstáculo ao progresso da espiritualidade Universal.
Diógenes
* Deveríamos comer a carne dos homens assim como se faz com a dos animais.
Elena G. White
* O consumo de carne é antinatural, encurta a vida, aumenta o perigo de contrair qualquer enfermidade dez vezes mais e tende a desenvolver em nos a animalidade. Os maus efeitos de comer carne, não somente são físicos assim como mentais e espirituais: Os que comem carne desatendem as advertências de Deus e debilita a percepção para poder entender as verdades supremas.
Franz Kafka
* Agora posso olhá-los em paz, já não os como. (Parado frente a um aquário)
Gabriela Witek
* Alimentar-se de carne é especialmente GRAVE ENTRE OS QUE SE Denominam servos de Deus, já que deveriam de purificar-se em todos os aspectos, incluindo seu alimento que deveria estar baseado nas leis amorosas e divinas.
George Bernard Shaw
*Um homem de minha intensidade espiritual não come cadáveres.
*Os animais são meus amigos e eu não como meus amigos. Aos domingo vamos à Igreja e oramos pedindo que a luz ilumine nosso caminho. Estamos cansados de querras, não queremos mais combates, mas,no entanto, nos anti-eliminamos dos cadáveres dos nossos irmãos.
* Enquanto sejamos os túmulos viventes dos animais assassinados, como podemos esperar condições ideais sobre esta terra?
* Somos as tumbas viventes de animais assassinados, sacrificados para satisfazer nossos apetites. Como podemos esperar que este mundo alcance a paz pela qual decidimos estar tão ansiosos?
George Curvier
* A anatomia comparada nos demonstra que o homem é em todos os sentidos como os animais frutívoros e de nenhuma maneira como os animais carnívoros. Ao disfarçar a carne morta com preparações culinárias, você alterar a aparência exterior e a suaviza porque ver carne crua e sangrenta provoca horror e nojo no homem.
George Louis Leclerc (Count Buffon)
*O homem pode viver com apenas consumir vegetais. No entanto, a natureza inteira não é suficiente para satisfazer seu deboche e variedade absurda de seu apetite. O homem por si mesmo consome e devora mais carne do que todos os outros animais juntos e não por da necessidade, mas sim, como uma forma de abuso.
Henry S. Salt
* Em vez disso, sugiro que à medida que o homem se vá “humanizando” verdadeiramente, não pelas escolas de culinária, mas através das escolas de pensamento, deixará o bárbaro hábito de seus antecessores carnívoros e progredirá gradualmente a um sistema alimentar mais puro, mais simples, mais humano e, portanto, mais civilizado.
Ingrid Newkirk
* Os matadouros deveriam estar nos restaurantes e nas lojas de comida. Deveriam ter uma parede de cristal para que a gente pudesse ver aos animais e escolher. “Olhar nos olhos do animal e dizer, Muito bem, cortem o pescoço”.
* “os animais não são nossos como para comer-los, vestir-nos com eles, experimentar com eles, ou usar-los para nosso entretenimento”
Isaac Bashevis Singer
* As pessoas costumam dizer que os animais sempre comeram animais, como se isso fosse uma justificativa para continuar esse costume. Seguindo esta lógica, não deveríamos tentar impedir que alguém mate a outra pessoa, como que também tem feito desde o início dos tempos.
* Ser vegetariano é até certo ponto não concordar com o curso das coisas hoje em dia. Fome mundial, crueldade, desperdício, guerras - devemos fazer uma declaração sobre essas coisas. O vegetarianismo é minha declaração. E eu acho que é muito boa.
* Quando um ser humano assassina a um animal para comer-lo, está esquecendo seu próprio anseio de Justiça. O homem implora misericórdia, mas não está disposto a estendê-la a outros. Por que o homem deve esperar a misericórdia de Deus? É injusto esperar algo que você não está disposto a dar.
Jean Antoine Gleïzès
* É lamentável o comprovar que não só existem pessoas que se fazem chamar civilizadas e matam animais, sim também existe quem os comem.
* Eu não compreendo como se pode ter valor para matar um animal e estômago para comê-lo, matar um animal e comer-lo é cometer um duplo assassinato.
Jean Roberts
* O céu se escurece ante a dor e a morte de tantíssimos animais inocentes que só nossa gula e perversidade fazem sacrificar tão estúpida e desnecessariamente.
Jesus
* Na verdade lhes digo aqueles que participam e contemplam as ganâncias que se obtém ferindo a uma das inocentes criaturas de Deus, não podem ser justos, ainda mais, nem lhes é permitido tocar as coisas sagradas, ou mesmo se aproximar a mesa do Senhor, nem podem ensinar os mistérios do Reino. Por isso digo que aqueles cujas mãos estão manchadas com o sangue, ou cujas bocas estão contaminadas com a carne de criaturas inocentes, não são dignos da vida neste mundo, nem no mundo vindouro. (O evangelho de Essênio da paz)
* Não matará', pois Deus dá a todos a vida, e o que Deus tem dado não deve o homem arrebatá-lo. Pois, na verdade, lhes digo que de uma mesma mãe procede quanto vive sobre a terra. Portanto, quem mata, mata seu irmão. (…) E a carne dos animais mortos em seu corpo se converterá em seu próprio túmulo. Pois em verdade lhes digo quem mata, se mata a si mesmo, e quem come a carne de animais mortos come o corpo da morte. (O evangelho de Essênio da paz)
* Não matem, nem comam a carne de suas presas inocentes, não seja que vocês convertem em escravos de Satanás. Pois isso é que o caminho dos sofrimentos e conduze à morte. (…) Obedeçam, portanto, as palavras de Deus: "Veja, lhes dei cada erva que tem sementes, sobre a face de toda a terra e toda árvore, em que será o fruto de uma semente que dará a árvore." "Este será seu alimento". (O evangelho de Essênio da paz)
*quem mata ao animal sem justa causa, sem que este te ataque, pelo desejo de matar, ou por sua carne, ou porque se oculta, até mesmo por suas presas, malvada é a ação cometida, porque ele mesmo se converte em animal selvagem. E, portanto, seu final deve ser também como o fim dos animais selvagens. (O evangelho de Essênio da paz)
Jeremy Bentham
* A questão não é, podem raciocinar? nem, podem falar?se não, podem sofrer?
Karen Davis
* A decisão que levou milhões de pessoas a parar de comer outros animais não estão enraizada em uma estrita aderência a uma dieta ou um dogma, mas no desejo de eliminar o sofrimento que utilizam animais para a comida produze a seres sensíveis. O propósito dos humanos de alcançar a harmonia, justiça, paz e amor é irônico enquanto continuemos apoiando o sofrimento e a vergonha dos matadouros e as práticas que lhes dão suporte.
* Pode alguém tomar uma criatura semelhante a nós como um artigo de posse, um investimento, um pedaço de carne, um "isso", sem se degenerar em crueldade para com esta criatura?
Leadbeater
* Que não ama, respeita e proteja a nossos irmãos os animais, é realmente digno de piedade, pois com isso demonstra encontrar-se muito afastado das leis de Deus
Leonardo Da Vinci
* Eu desde pequeno, renunciei o uso da carne. Chegará um tempo em que os seres humanos se contentarão com uma alimentação vegetal e se considerará a matança de um animal como um crime, igual que o assassinato de um ser humano.
* Verdadeiramente o homem é o rei das feras, pois sua brutalidade sobre passa daquelas. Vivemos pela morte de outros: Todos somos cemitérios!
León Tolstoy
* Se um homem sinceramente aspira viver uma vida mais amorosa e espiritual, sua primeira decisão deveria ser a de abster-se de matar e comer animais.
* O movimento vegetariano deve encher de alegria as almas daqueles que têm no coração a realização do Reino de Deus na terra.
* Por matar animais para a alimentação, o homem suprime desnecessariamente sua grande capacidade espiritual, aquela de simpatia e piedade para criaturas vivas como ele mesmo, e por violar seus próprios sentimentos, torna-se cruel.
Mahatma Gandhi
* Eu sinto que o progresso espiritual exigir-nos que deixemos de matar e comer a nossos irmãos, criaturas de Deus e apenas para satisfazer nossos pervertidos e sensuais apetites. A supremacia do homem sobre o animal deveria de demonstrar-se não só nos envergonhando do bárbaro costume de matá-los e devorá-los mas cuidá-los, protegendo-os e amando-os. Não comer carne constitui sem a menor dúvida uma grande ajuda para a evolução e paz do nosso espírito.
*Se alguém dissesse que vou morrer se não como caldo de carne ou carne de cordeiro incluso por conselho médico, preferiria morrer. Essa é à base de meu vegetarianismo. Para mim isso foi um grande descobrimento em minha busca da verdade.
* Um pais, uma civilização se pode julgar pela forma em que trata a seus animais.
* Do exame do corpo humano se deduz que o homem está condicionado pela Natureza para alimentar-se somente de vegetais. Existe a maior afinidade entre os órgãos do corpo humano e dos animais que se alimentam de frutos. O macaco, por exemplo, é muito similar ao homem quanto à forma e estrutura, e é um animal que se alimenta de frutos.
* Não considero necessário que o homem coma carne em nenhum lugar e em nenhum clima nos quais possa viver de ordinário um ser humano. Sustento que comer carne é inadequado para nossa espécie.
*A dieta de frutas resulto o mais conveniente. Praticamente não cozinhávamos nada, posto que o que comíamos, geralmente, era amendoim, bananas, dátiles, limas e azeite de oliva. Nos cinco anos que fiz essa dieta nunca me senti débil e nunca adoeci. Também durante esse período meu corpo funcionou a sua máxima capacidade, tanto que um dia caminhei mais de 80 quilômetros, quando o habitual em mim eram 60 quilômetros em um dia.
Michel de Montaigne
* Eu nunca fui capaz de ver sem desgosto que um animal inocente e indefeso é perseguido, sacrificado e engolido
Miguel de Cervantes
* A alimentação dos homens superiores é a de frutas e raízes cruas.
Milan Kundera
* A verdadeira
prova moral da humanidade, sua prova fundamental, consiste na sua atitude para com aqueles que estão à sua mercê: os animais. E quanto a este respeito a humanidade sofreu um fracasso fundamental, um fracasso tão fundamental que todos os demais resultam deste.
Norm Phelps
* A compaixão para com o sofrimento dos outros não é debilidade. O atuar por compaixão quando os que te rodeiam não o fazem, toma mais valor e força de caráter que o seguir junto com a crueldade de todos os demais homens.
Norman Cousins
* Nada é mais poderoso que um individuo atuando por consciência e, portanto ajudando a trazer consciência coletiva a vida.
Ovidio
* Passem por alto, OH mortais, danificar seu corpo com tão ímpio alimento!
Paul Chance
* A única coisa que distingue aos seres humanos do resto de seres vivos é que é a única criatura sobre a terra que tenta demonstrar que é diferente do resto das espécies e também superior a eles.
Pitágoras
* No molhe nunca teu pão nem no sangue nem nas lágrimas de teus irmãos. Uma dieta vegetariana nos proporciona energia pacífica e amorosa e não somente a nosso corpo, mas principalmente a nosso espírito. Enquanto os homens continuem massacrando e devorando aos seus irmãos os animais, reinará na Terra a guerra e o sofrimento e se matarão uns aos outros, pois aquele que semeia a dor e a morte não poderá colher nem a alegria, nem a paz nem o amor.
Plutarco
* Dizem que as feras são cruéis, mas vocês são muito mais, porque enquanto eles matam e devoram por necessidade, vocês o fazem somente por vicio.
* Por um pedacinho de bocado de carne, privamos a uma alma do sol e a lua, e daquela proporção de vida e tempo que nasceram para desfrutar.
* Cuidado com nossa selvagem desumanidade! É algo terrível ver as mesas dos ricos servida com essa quantidade de cadáveres.
Porfirio
* Mesmo que todos os lobos e abutres da terra se uniram para convencer-me das vantagens da carne, não por isso deixaria de ver-lo como um crime.
Rabindranath Tagore
* Somos capazes de tragar carne só porque não pensamos no cruel e pecaminoso dessa ação.
Ramatis
*Hão ultrapassados os prazos espirituais dessa alimentação tão cruel e mórbida, pois seu sistema de alimento é um desvio psíquico e a perversão do gosto e o olfato que os animaliza. Inutilmente tratarão de justificar sua bárbara e sangrenta alimentação TOTALMENTE INJUSTIFICÁVEL A QUALQUER ser que aspire a viver uma vida verdadeiramente Cristiana baseada NA PAZ, a PUREZA E o AMOR. Todo ser que possa distinguir o bem do mal forçadamente deveria de compreender o aberrante equivoco das sangrentas matanças e ainda que com a boca faminta de amor, suas perversões alimentícias lhe delatarão e em realidade será um delinqüente diante das leis de Deus, pois uma alma realmente Cristiana e amorosa repudiará a morte de qualquer ser e mais ainda devorá-lo, porque saberá que é seu sagrado dever ajudar, amar e proteger desde a humilde florzinha que adorna o caminho até o precioso, doce e pacifico cordeiro, e o que ainda não queira ver assim e por muito evangelizado que se crê não deixará de ser um perturbador da ordem espiritual e indicará com toda segurança que está ainda muito longe dos objetivos do criador. Ainda que não caiba a menor duvida que ante os olhos de Deus valha mais um carnívoro evangelizado que um vegetariano anticristo, uma alma realmente evangelizada e amorosa lhe repugnará tão só a ideia de manchar suas mãos e seu estomago com o sangue e o do sofrimento de seus irmãos inferiores.
Ralph Waldo Emerson
* Não esqueça que por mais longínquo e escondido que esteja o matadouro, você que come cerne sempre será seu cúmplice.
Romain Rolland
* Para aqueles cuja mente é livre, o sofrimento dos animais é ainda mais intolerável que o sofrimento das pessoas. Porque com este último se admite que o sofrimento é maldade e que a pessoa que o provoca é um criminoso. Mas milhares de animais são sacrificados inutilmente todos os dias sem uma sombra de remorso. Se alguém levanta esta questão, é tratado como ridículo. E isso é o crime imperdoável. Que só é válida a justificativa de que as pessoas podem sofrer. Isso clama por vingança contra a raça humana.
Rousseau
* Os criminosos, lutadores e malfeitores acostumam tendem a comer abundante carne para endurecer sua consciência e ser mais eficiente em suas nefastas ações.
* Uma prova que o sabor da carne não é para o paladar humano é a indiferença das crianças para esse alimento e a preferência que tendem pelos vegetais. É de suma importância não viciar este primitivo paladar das crianças.
Santo Agostinho
*A carne é o alimento das feras e o homem quando a come, piora todos os seus vícios.
São Clemente
* O HOMEM VULGAR vive PARA COMER, MAS O SÁBIO COME PARA VIVER. Os sacrifícios dos animais aos deuses foram inventados por homens como um macabro pretexto para comer sua carne.
São Basílio
*A alimentação carnívora obscurece a luz do Espírito. DIFICILMENTE poderemos ARGUMENTAR QUE amamos a virtude, com nossas mãos e estômagos manchados com sangue inocente de nossos irmãos os animais.

São Francisco de Assis
*Como podem assassinar e devorar impiedosamente a essas adoráveis criaturas que mansa e amorosamente nos oferecem sua ajuda, amizade e companhia?
São Joao Crisóstomo
*Imitamos aos lobos e leopardos, e somos piores do que eles, porque Deus nos honrou com a fala e equidade. Nós nos tornamos piores que feras selvagens.
Sai
*Quatro tipos de almas se manifestam nos corpos humanos: angelicais, sempre realizam atos divinos; humanas, observam e controlam seus instintos e paixões; animais, se deixam guiar pelos instintos e paixões; demoníacas, são os que comem carne e bebem álcool.
Sathya Sai Baba
*A comida não vegetariana não só afeta o corpo do homem, mas sim também tem efeitos nocivos sobre a mente. É cruel matar animais inocentes para encher nossos estômagos. Deus está em cada criatura, portanto, como podem causar semelhante dor? Os animais não vieram com o propósito de fornecer alimentos para os seres humanos, mas para realizar suas próprias vidas no mundo. Ao consumir carne desenvolvemos doenças e mentalidades bestiais.
Thomas Edison
* A não-violência leva à ética mais elevada, que é a meta de toda evolução. Até que deixemos de danificar a outros seres vivos, seremos ainda selvagens.
Teófilo
* Purifiquem seus desejos, hábitos e costumes, tanto quanto seja possível e evitem tudo o que possa lhes produzir vibrações negativas, dominando suas inclinações materiais. Sua dieta deveria ser baseada em frutas e verduras e excluindo todo alimento animal, se de verdade deseja ser instrumentos do alto, porque quando comem carne estão relacionando com as vibrações desse animal e ainda que pensem que não notam a diferença, no entanto, estas vibrações sempre serão TRASTORNANTES e têm mais importância do que podem imaginar especialmente a nível espiritual.
Wilhem Busch
* Só haverá a uma verdadeira cultura humana, quando não só o comer humanos, sim todo tipo de consumo de carnes se considere canibalismo.
Thoreau
* Não tenho duvida de que é parte do destino da raça humana, ao longo de seu gradual progresso, abandonará a ingestão de animais, tal como as tribos selvagens deixaram de comer-se mutuamente quando entraram em contato com a civilização.
Voltaire
*É inacreditável e vergonhoso que nem predicadores nem moralista não elevam levantar sua voz contra o bárbaro costume de assassinar animais além de comê-los.

Videos sobre o Vegetarianismo e a Indústria da Carne
Tem gente que não é capaz de ver esses videos onde mostra nada mais que a Realidade dessa indústria de alta produtividade e lucro, e continua a comer a carne, é mais fácil fechar os olhos e seguir na mentira desse Sistema que já vem preparado, então seja mais um em ter uma atitude correta mesmo que seja particular e silenciosa, tem que vir de dentro da alma, diga não a essa indústria que despreza que SOMOS UM!

Boas informações sobre vegetarianismo onde se pode fazer downloads de livros:
http://www.uni-yoga.org/downloads/

O Mundo Vegetariano(The Vegetarian World)- Apresentado e narrado por William Shatner(jornada nas Estrelas) Documentário do inicio da década de 80. Uma visão geral da historia e das praticas do vegetarianismo pelo mundo.

The Vegetarian World (O Mundo Vegetariano) from Wegelandia on Vimeo.

Parede de Vidro(Glass Wall) - Video com Narração de Paul McCarteney, onde mostra com transparência essa indústria.

A Carne é Fraca - Um documentário feito pelo instituto Nina Rosa, que mostra o malefício da indústria animal sobre o planeta, o meio ambiente, principalmente para o Brasil que está produzindo em larga escala, mostrando cenas da falta de compaixão humana pelos animais e desprezo pela vida.
Tudo isso se deve ao grande consumo, a produçao industrializada, que faz por exemplo que uma galinha presa em gaiola(sem a luz do dia) produza muitos mais ovos do que deve produzir, através de hormonios e outros medicamentos para que se mantenha viva; oque seria uma media de 4 duzias de ovos ao ano para uma galinha criada solta, essas produzem 22 duzias de ovos ao ano sendo que vivem 2 anos enquanto a caipira pode viver até 10 anos, o problema maior é a PÉSSIMA qualidade desse alimento envenenado para a produçao em grande escala. Assista ao video porque ignoramos oque está por trás das criações dos animais. Comer muita carne é isso, e o Brasil é uns dos maiores produtores, contamina e destrui a natureza e viva a exportação.


Terráqueos(Earthlings) - O filme mostra como funcionam as fazendas industriais e relata a dependência da humanidade sobre os animais para obter alimentação, vestuário e diversão, além do uso em experimentos científicos.

lunes, 21 de febrero de 2011

Terra Oca e Intraterrenos 3 - Mundos Subterrâneos

"Ao longo de sua história, a humanidade terrena viu modificarem-se inúmeras vezes suas
percepções acerca da vida, do universo e da própria existência da espécie humana.
Mesmo assim, ainda cristalizamos nossas mentes nas verdades apresentadas pelas ciências ou religiões como se fossem absolutas, fechando-nos para a descoberta do novo......uma rápida olhadela pelo mundo nos revela que muito ainda nos falta. Falta-nos o elo de ligação que nos permita compreender, sentir e viver em plenitude, conectados com o movimento cíclico do Cosmos, com os diversos planos de existência, integrados e em harmonia conosco, com nosso próximo e com o universo."(livro: Cidades Intraterrenas - O depertar da Humanidade)



Mais sobre o assunto da Terra Oca, depois do 1 e o 2, e relembrar alguns autores que citaram essa teoria, porque através de pesquisa na internet se percebe que esse assunto se falou por muitos autores e cientistas há tempos remotos. No Google se encontra um cronograma dessas publicações que não são poucas!
E quase no final, alguns trechos do livro Cidades Intraterrenas onde se descreve essas Cidades de uma maneira bem interessante onde seus autores através de “Viagens Astrais” conheceram essas Cidades e os Seres que aí vivem, incluindo Cidades subterrâneas que se localizam no Brasil
foto: super Nova, estrela em formaçao que se vê o "vazio" de dentro.


PRINCIPAIS AUTORES QUE FALARAM DOS REINOS SUBTERRÂNEOS
Esses sao alguns autores que lembram da possibilidade da existência de Mundos Subterrâneos:

Francis Bacon, na Nova Atlântida fala-nos da Ilha Branca, Morada dos Bem-Aventurados, que teria existido na superfície terrestre mas cujo povo se transferiu para o Interior da Terra aquando da grande catástrofe diluviana há milhares de anos.
Thomas Moore, no seu livro Utopia faz menção a uma região desconhecida com uma Sociedade altamente organizada e liderada pelo Rei Utopos, que bem pode ser o “Rei do Mundo” cuja morada é Shamballah;
Tommaso Campanella, no seu livro a Cidade do Sol aborda temas muito semelhantes aos referidos na Utopia de Thomas Moore;
Júlio Verne, o conhecido autor da Viagem ao Centro da Terra(1864) também fala-nos duma aventura vivida através de uma rede de túneis que levam a lugares desconhecidos no interior do Planeta onde existem espécies vegetais e animais que se julgavam extintos.
Bulwer Lytton, escreve em “A Raça futura” um romance entre um homem da superfície com uma entidade feminina dos mundos subterrâneos que lhe mostra como está organizada a sua Sociedade onde vive com um nível social, tecnológico e espiritual bastante avançada em relação a nós;
James Hilton, no livro Horizonte Perdido, fala-nos de uma região inóspita nos Himalaias que se denomina Shangri-Lá onde impera a harmonia dos seus habitantes que supostamente teriam descoberto há muito o “elixir da longa vida”...
Helena P. Blavatsky, a grande teosofista , escreve inúmeras obras nas quais Ísis Sem Véu e A Doutrina Secreta, que falam de um lugar onde se encontram os Santos Sábios no Governo Oculto do Mundo.
Saint-Yves d´Alveydre, na sua obra Missão da Índia fala-nos minuciosamente de um reino de Agharta e todos os seus aspectos hierárquicos, filosóficos, sociológicos, políticos e tecnológicos, duma grande Sociedade que se localiza no interior da Terra;
Ferdinand Ossendowski, na sua obra sobre Animais, Homens e Deuses, fala-nos das suas viagens pelo Oriente e dos relatos antigos relacionadas com os Mundos Subterrâneos e o enigma do Rei do Mundo e das suas profecias;
Alice Bailey, fala-nos de Shamballah, Lugar Sagrado no Centro do Mundo onde se situa um “Sol Central” (com 960 Km de diâmetro), cuja luz origina as chamadas Auroras Boreais e Austrais através dos Polos, e não o Sol a 150 milhões de Km da Terra;
René Guénon, em o Rei do Mundo, fala-nos das inúmeras tradições em todo o planeta que descrevem a existência de Agharta e de Shamballah, assim como das cavernas e túneis subterrâneos que se perdem nas profundezas da Terra, Gaia ou Urântia, como também é conhecida;
Mas foi Raymond Bernard, Nicholas Roerich e Alexandra David-Neel, que deram o melhor contributo em prol da divulgação dos Mundos Subterrâneos e bem assim Henrique José de Souza (JHS), no seu livro O Verdadeiro Caminho da Iniciação, onde fala abertamente de um País Maravilhoso com suas 7 cidades no interior da Terra, conhecido por Agharta (AG – Fogo; HARTA - Coração) havendo outros dois reinos mais à superfície conhecidos por Badagas e Duat.
MAIS SOBRE A TERRA OCA
A ESSA estava longe de suspeitar que suas fotos no inicio de 1970, Administração do Serviço de Ciência e Meio Ambiente (ESSA), que pertence ao departamento de Comércio dos Estados Unidos, divulgou para a imprensa fotografias do Pólo Norte tiradas pelo satélite ESSA-7 em 23 de novembro de 1968. Uma dessas fotografias mostrava o Pólo Norte com um imenso buraco ou abertura para seu interior. A ESSA nao imaginava que suas fotos rotineiras de reconhecimento atmosférico fosse contribuir e despertar uma das controvérsias mais sensacionais a respeito da Terra Oca e dos Ovins. Na revista Flying Saucers, de Junho de 1970, o editor e ufólogo Ray Palmer reproduziu as fotos do satélite ESSA-7 junto com um artigo em que ele abordava a questão dos Intraterrenos ou de uma civilização mais avançada do que a nossa desde há milhares de anos, bem conhecida de resto pelos lamas ou monges tibetanos.
O vice-almirante Richard E. Byrd da US NAVY foi um destemido aviador, pioneiro e explorador polar, que sobrevoou o Pólo Norte em 9 de maio de 1926, e dirigiu numerosas expedições à Antártida, incluíndo um vôo sobre o Pólo Sul em 29 de novembro de 1929. Entre 1946 e 1947, levou adiante a operação em grande escala chamada High Jump (Pulo Alto), durante a qual descobriu e cartografou 1390000 km2 de território antártico. As famosas expedições de Byrd entraram pela primeira vez na controvérsia da Terra Oca quando vários artigos e livros, especialmente Worlds Beyond The Poles (Mundos Além dos Pólos), de Amadeo Giannini, afirmavam que Byrd na realidade não voou por cima do pólo, mas sim dentro dos grandes buracos que levam ao interior da Terra. * sobre Almirante Byrd e o diario de bordo*
Ray Palmer, baseando-se principalmente no livro de Giannini, introduziu esta teoria no número de Dezembro de 1959 da sua revista e, por causa disso, manteve uma volumosa correspondência a respeito. Segundo Giannini e Palmer, o vice-almirante Byrd anunciou em fevereiro de 1947, após uma suposta viagem de 2750 km através do Pólo Norte: "Gostaria de ver a Terra além dos pólos". Essa área além dos Pólos é o centro do grande enigma. Giannini e Palmer diziam também que, durante seu suposto vôo sobre o Pólo Norte em 1947, o vice-almirante Byrd comunicou por rádio que via abaixo dele, não neve, e sim áreas de terra com montanhas, bosques, vegetação, lagos e rios, e um estranho animal que parecia um mamute.
Cidade do Arco-Íris
Em janeiro de 1956, após dirigir outra expedição à Antártida, o vice-almirante Byrd manifestou que sua expedição havia explorado 3700 km além do Pólo Sul e, além disso, justo antes de sua morte, Byrd disse que a Terra além do Pólo era um continente enchantado no céu, terra de mistério permanente. Essa terra, segundo outras teorias, era a legendária Cidade do Arco-Íris, berço de uma fabulosa civilização perdida. Para Giannini e Palmer, os comentários atribuídos ao vice-almirante Byrd confirmaria o que eles sempre suspeitaram: que a Terra tem uma forma estranha no Pólos, algo parecido a um "donut", com uma de pressão que forma um buraco gigante que passa através do eixo da Terra, de um pólo a outro. Dado que, por razões geográficas, é impossível voar 2750 km além do Pólo Norte e 3700 km além do Pólo Sul sem ver água. Parece lógico pensar que o vice-almirante Byrd deve ter voado dentro de enormes cavidades convexas dos pólos, dentro do Grande Enigma do interior da Terra e que, se tivesse seguido adiante, teria chegado na base secreta dos OVNI's que pertencem à super-raça oculta, quem sabe a lendária Cidade do Arco-Íris que Byrd teria visto refletida no céu.
A possibilidade de que a Terra seja oca, que possa entrar nela através dos Pólos Norte e Sul, e de que civilizações secretas floresçam em seu interior tem aguçado a imaginação desde tempos atrás. Assim, o herói babilônio Gilgamesh visitou seu antepassado Utnapishtim nas entranhas da Terra; na mitologia grega, Orfeo tratou de resgatar Eurídice do inferno subterrâneo; dizia-se que os faraós do Egito comunicavam-se com o mundo inferior, onde desciam através de túneis secretos ocultos nas pirâmides; e os budistas acreditavam (e acreditam todavia) que milhões de pessoas vivem em Agharta, um paraíso subterrâneo governado pelo Rei do Mundo.
O mundo científico não ficou imune desta teoría: Leornard Euler, um gênio matemático do século 18 deduziu que a Terra era oca, que continha um sol central e que estava habitada; e o doutor Edmund Halley, astrônomo real de Inglaterra no século 18, descobridor do cometa Halley, também acreditava que a Terra era oca e guardava em seu interior três pisos. Nenhuma destas teorias estavam sustentadas cientificamente, porém coincidiam com várias obras de ficção sobre o mesmo tema, onde dentre as mais importantes eram “As Aventuras de Arthur Gordon Pym”, de Edgar Alan Poe (1833), onde o herói e seu companheiro tem um terrível encontro com os seres do interior da Terra. E na Viagem ao Centro da Terra, de Julio Verne (1864), onde um professor aventureiro, seu sobrinho e um guia penetram no interior da Terra através de um vulcão extinto na Islândia, e encontram novos céus, mares e répteis gigantescos e pré-históricos que povoavam os bosques. A crença de uma Terra Oca estava tão difundida que inclusive Edgar Rice Burroughs, o célebre autor de Tarzan, sentiu-se obrigado a escrever Tarzan nas Entranhas da Terra (1929), um mundo que encontra-se na superfície interior da Terra e que está iluminado por um sol central. A Sombra Além do Tempo (1936) de H.P. Lovercraft transportou o tema para a época atual, descrevendo uma raça antiga e subterrânea que dominou a Terra há 150 milhões de anos e que, desde então, refugiaram-se no interior da Terra, e inventaram aviões e veículos atômicos, e dominavam a viagem no tempo e a percepção extrasensorial. Estas e outras obras de ficção manteve vivo o interesse pela possibilidade da Terra ser oca e que esconde outras civilizações. Assim, quando foram vistos os primeiros OVNI's nos Estados Unidos em 1947 e a ufomania assolou o país primeiro e o mundo depois, surgiram duas teorias para explicá-los. Os OVNI's deviam ser naves extraterrestres de alguma galáxia próxima, ou pertenciam a seres avançadíssimos que habitavam o interior da Terra. Estas teorias levaram a recuperar as lendas das civilizações perdidas da Atlântida e de Thule, e a crença de que esta última encontrava-se no Ártico (não confundir com Dundas, antes Thule, que hoje é uma base aérea dos Estados Unidos e centro de comunicação. Acreditava-se também que outra possível fonte de procedência dos OVNI's encontrava-se na Antártida. Esta teoria surgiu no convincente livro de John G. Fuller, A Viagem Interrompida (1966), onde o autor relata a história de Betty e Barney Hill,
um casal americano que, durante um tratamento psiquiátrico devido a um inexplicável período de amnésia, recordaram através de hipnose que havíam sido raptados por extraterrestres, examinados no interior de um disco voador e informados que os extraterrestres tinham bases em toda a Terra, algumas no fundo do mar e pelo menos uma na Antártida. Deste modo, quando Ray Palmer publicou sua controvertida teoria em 1970, os ufólogos e crentes na Terra Oca ficaram com a expectativa: tratava-se de provas conclusivas? Porém os argumentos que Palmer defendia revelaram-se extremamente suspeitos. Todas as investigações feitas desde então não confirmaram nenhuma das afirmações atribuídas por Giannini e Palmer ao vice-almirante Byrd; nem sequer confirmou-se seu vôo sobre o Pólo Norte em fevereiro de 1947 (o certo é que Byrd sobrevoou o pólo Sul nesta data, no transcurso da operação High Jump), inclusive supondo que Byrd teria feito tais comentários, o mais lógico é acreditar que “a terra além dos pólos” e o “grande Enigma” são formas de falar das regiões então inexploradas a continentes escondidos no interior da Terra, e que “o continente encantado no céu” era unicamente uma descrição de um fenômeno que acontece nas latitudes Antárticas, uma espécie de reflexo que trás o reflexo de terras distantes. Existem porém algumas pessoas que afirmam ter visto num noticiário, sobre a expedição de Richard Byrd ao Pólo Norte, onde se viam montanhas, árvores, rios e um grande animal identificado como um mamute. Uma mulher escreveu para Ray Palmer sobre esta notícia, assegurando mesmo que a havia visto em White Plains, New York, em 1929. Entretanto, este documentário não está registrado em nenhum arquivo. Será que se trata de uma artimanha do Governo dos Estados Unidos? Ou será que esse documentário nunca existiu? Durante os anos 80 ocorreu um boato que um satélite espião militar norte-americano tirou várias fotografias sobre o pólo norte no exacto momento em que se abriu um buraco no pólo para dar passagem a uma nave desconhecida. Abaixo de nossos pés pode existir uma civilização inteira desconhecida.
Texto de http://misterios-desvendados.blogspot.com/2009/01/terra oca.html


De onde Vieram Os Intraterrenos
As entradas para o “mundo interno” seriam enormes “buracos” nos pólos norte e sul, onde inclusive, rios vindos do centro da terra desembocariam, formando os icebergs de água doce. Estas entradas, já teriam sido até mesmo fotografadas por satélites, porém, mantidas em segredo.
Todos esses povos teriam se deslocado para o interior da Terra (ficando na parede planetária ou na sua superfície interna, junto da região oca banhada pelo sol interno). Eis alguns casos:
1. Os lemurianos (na parede planetária, próximo à superfície externa, na região do Monte Shasta-Califórnia-USA, constituindo a cidade de Telos);
2. Os atlantes;
3. Os vickings do norte da Groelândia, que teriam entrado para a superfície interna através de uma abertura existente no Polo Norte;
4. As dez tribos perdidas de Israel, que habitariam a superfície interna e louvariam Jeová;
5. Os maias;
6. Os astecas;
7. Os toltecas;
8. Os incas;
9. Os índios brasileiros, abrigados na parede planetária, como na Serra do Roncador;
10. Os construtores da Esfinge e das grandes pirâmides do Egito;
11. Os sumérios;
12. Os nazistas: após o término da Segunda Guerra Mundial, um grande número de dirigentes nazistas teria se refugiado em uma cidade subterrânea construída na entrada do Polo Sul (Antártica) para o interior da Terra oca. O nome dessa cidade seria Neu Schwabenland. Nesta cidade estariam estacionados discos voadores (ufos, ovnis) nazistas desenvolvidos já durante a guerra (como os da série Hanebu e os Vril).
etc.

Centros Intraterrenos
Expressão dos centros planetários no mundo manifestado. Os centros intraterrenos atuam como captadores, transformadores e irradiadores da energia cósmica para a vida terrestre. A eles estão vinculadas civilizações de elevado grau evolutivo, que desempenham tarefas específicas para a realização do propósito do Logos da Terra. São sete os principais centros intraterrenos conhecidos nesta época: Os círculos indicam zonas de irradiação mais intensa dos Espelhos desses centros; porém, essa irradiação não se restringe à área assinalada, mas estende-se pela Terra inteira, em vários níveis e dimensões. Os centros intraterrenos e centros planetários podem ser usados para designar a mesma realidade; todavia, há distinção entre eles, pois os centros planetários constituem a estrutura energética da Terra, enquanto os intraterrenos são os focos onde essa estrutura se ancora. Em outras palavras, os centros intraterrenos estão para os centros planetários assim como a personalidade de um Adepto está para sua mônada.
Um centro intraterreno tem como ponto focal determinada região, mas prolonga-se até áreas distantes dela. Para manter uma qualidade magnética e vibratória elevada, as cidades intraterrenas sediadas nesses centros têm número limitado de habitantes em seu nível mais concreto; sendo assim, um centro contém várias cidades, interligadas por canais sutis construídos com a ajuda da energia Brill.
A harmonia prevalece entre os seres intraterrenos, que conhecem e aplicam as Leis e cuja existência é dedicada ao cumprimento do propósito da Criação. Seres humanos da superfície da Terra podem ser conduzidos para cidades intraterrenas, a fim de lá prosseguirem sua escalada evolutiva. Tal fato, inserido no destino cósmico desses seres, transcorre em sintonia com seu núcleo profundo e representa para eles avanço considerável. A integração da humanidade da superfície terrestre com a intraterrena já está ocorrendo nos planos sutis e se manifestará mais abertamente ainda antes que a purificação planetária global se conclua. As ajudas dos mundos intraterrenos estão a todo o instante disponíveis, apesar de nem sempre serem percebidas ou aceitas.
Nos momentos finais da transição planetária, muitos verão surgir materializadas na face da Terra cidades intraterrenas; para lá se dirigirão e serão acolhidos. A coligação do homem com os centros intraterrenos é fruto do despertar interior e do interesse pelo bem universal transformado em busca espiritual assumida e em serviço desinteressado.
Texto de: http://odiadaluz.webnode.com/os-intraterrenos/

Encontrei referencias através de pesquisa em internet passagens na Biblia que citam a presença de vida debaixo da Terra. Este assunto se poe interessante, nao é certo? isso nao se refere a mortos ou a animais e sim a Seres Inteligentes!
10.de tal forma que, em honra desse nome, se virão a ajoelhar todas as criaturas tanto no céu, como na Terra, como debaixo da terra.
11.E todos, igualmente, reconhecerão que Jesus Cristo é Senhor; e isso mesmo será mais uma glória para Deus o Pai! Apóstolo Paulo (Filipenses 2:10-11)

3.Então ouvi toda a criatura que existe no céu, na terra, debaixo da terra e no mar exclamarem: O louvor, a honra, a glória e o poder pertencem àquele que está sentado no trono e ao Cordeiro para sempre e sempre.." (Apocalipsis 5:3)

13.Então ouvi toda a criatura que existe no céu, na terra, debaixo da terra e no mar exclamarem: O louvor, a honra, a glória e o poder pertencem àquele que está sentado no trono e ao Cordeiro para sempre e sempre. (Apocalipsis 5:13)
http://www.taringa.net/posts/ciencia-educacion/8673350/Existen-en-realidad-los-intraterrestre_.html

DISPOSIÇÕES GERAIS ACERCA DAS CIDADES INTRATERRESTRES
DISPOSIÇÕES GERAIS ACERCA DAS CIDADES INTRATERRESTRES
Abaixo mais Informações tirada do livro: CIDADES INTRATERRENAS - O Despertar da Humanidade/GER – Grupo de Estudos Ramatis, 2003, nesse livro seus autores, Fazem Viagens Astrais nessas Cidades, com permissão desses Seres para fazê-lo, porque chegou o momento DELES se darem a Conhecer Porque a cidade é Protegida “Astralmente” do "QUE TEM" na Superfície.


Nota:
Stelta, cidade intraterrena, situada em Domingos Martins/ES, Brasil.
Okay, cidade intraterrena, situada na Chapada Diamantina/BA, Brasil.
Létha, cidade intraterrena, situada na Serra do Roncador/MT, Brasil.




Temas:
01. Animais
02. Alimentação
03. Família
04.Transporte individual e coletivo
05. Habitação
06. Religião
07. Conhecimento do espírito e do cosmo
08. Escolas

01. Animais
– Existem animais habitando as cidades intraterrenas juntamente com os seres humanos?
– A vida animal representa estágios ainda atrasados do desenvolvimento da mônada. Entretanto, apesar de serem irmãos em condições inferiores, em alguns casos é permitido que integrem com os habitantes de Stelta e também com parte da cidade de Okay.
– Como assim? Poderíeis nos explicar melhor a quais setores das cidades vos referis e que tipo de animais encontram-se presentes?
– Em consonância ao equilíbrio de forças estabelecido entre os seres viventes da vossa dimensão, também as cidades intraterrenas necessitam ter seus elementos interligados através de dispositivos complementares. Dessa forma, assim como o inseto poliniza a flor
e desta retira seu alimento, alguns animais progridem em Stelta interagindo com árvores frutíferas, alimentando-se de seus frutos enquanto prestam valoroso serviço na disseminação de suas sementes. Em geral, tratam-se de primatas que pouco se distanciam da condição humana na escala de evolução dos mundos.
Também a água encontra-se presente desempenhando papel semelhante àquele da atualidade, não havendo, entretanto, por parte dos steltanos, a dependência desse recurso, tão visível entre os seres da superfície.
A água, os vegetais e os animais presentes na cidade intraterrena de Stelta servem de meios cuja finalidade é aproximar seus habitantes de uma realidade diferente daquela a que se encontravam habituados.
Na cidade de Létha e em alguns outros setores de Okay, existem espécies diferentes vivendo em harmonia com os habitantes, oriundas da criação mental dos seus habitantes na prática dos exercícios de controle da mente e configuração do ambiente de estudo e trabalho que melhor lhes aprazem. É comum transitar pelas ruas limpas de Létha e defrontar-se com pássaros de plumagem transparente, bico fino arredondado, de cores suaves e olhos humanos, qual fossem de seu próprio dono a fitar-nos. Mais diferente ainda é a realidade de alguns setores de todas essas cidades que se encontram destinadas a receber os seres humanos. Quis o amor fraterno e permitiu a Bondade Divina que,
nessas áreas reservadas ao acolhimento de seres encarnados, fosse reproduzida, com extrema fidelidade, a realidade do ambiente natural da superfície do Planeta. Tal medida, proveniente de generosos corações, têm o objetivo de facilitar a adaptação dos resgatados à nova moradia, fazendo com que se sintam a vontade, como se estivessem internados em algum hospital para tratamento e restabelecimento perfeito da saúde física e mental.
As crianças serão bastante beneficiadas nesses casos. Sentirse-ão familiarizadas com o novo ambiente, que apresenta as mesmas características dos ambientes terrenos que ficaram para trás e que elas estavam acostumadas, cabendo às equipes de resgate oferecerem as condições físicas para seu bem estar.
– Outros seres peçonhentos e perigosos ao convívio humano
não habitam vossas cidades?
– Não há perigo eminente nas cidades intraterrenas de Okay, Stelta ou Létha, pois o objetivo dessas cidades é abrigar seres em estágio de regeneração, como será a Terra. Sendo assim, não haverá mais necessidade de provas ou expiações dolorosas. Portanto, elimina-se o medo e toda a negatividade dele decorrente. O mal não habitará nos canteiros de regeneração, o que estiver fora de ordem, suavemente, vai sendo harmonizado segundo o planejamento amoroso dos habitantes mais experientes e evoluídos.
Ersam – 05/10/2002
02. Alimentação
Concentra-se a força dos seres intraterrenos na evolução do
espírito imortal, sabendo que a forma densa é transitória e perecível.
Projetam de suas mentes seus corpos simples e práticos, que os conduzem na vida material, a consumir energia básica à subsistência.
Suas moradas, coletivas ou individuais, são simples e confortáveis, vazias de móveis e utensílios, ao contrário das casas dos humanos na superfície. O tipo de alimentação e ostentação das criaturas da superfície levam-nas a abarrotar suas casas com entulhos domésticos.
Vivem os intraterrenos de forma simples e harmônica, procurando sempre ativar as energias construtoras da Terra. De acordo com a categoria evolutiva, alimentam-se de vegetais, tais como hortaliças, frutas, sucos, pastas, não existindo nestas categorias já evoluídas, nenhum ser que se alimente do seu irmão inferior.
Respeitam todos os reinos da natureza e consomem apenas o necessário à subsistência.
Os mais evoluídos captam a energia do prâna, transformando-a em fonte de energia para a manutenção dos corpos. Produzem os alimentos de forma a distribuí- los com todos igualmente, sem privilégios ou desvios para qualquer categoria, ser ou profissão.
Existe em cada região Núcleos de Abastecimento Coletivo, não tendo as pessoas que se preocuparem com escassez de comida. Buscam sempre o equilíbrio e a simplicidade de viver. Seus corpos absorvem todo o alimento ingerido. Não possuindo excreções orgânicas, libera sua cidade de rede de esgoto ou similares, não existindo portanto qualquer contaminação ou doença provocada em suas cidades por inadequadas redes de saneamento.
Ersam – 12/10/2002
03. Família
Uma das realidades mais difíceis de transmitir aos que ainda não alcançaram elevação suficiente para compreendê- la é a que diz respeito ao modo de vida dos seres intraterrenos. Quanto mais avançados nos degraus da escadaria do progresso, menos apegados e emotivos. Há, portanto, com freqüência, crianças desenvolvendo-se em diferentes estágios e distantes de seus pais. Não que assim o queiram, mas porque assim deve ser. É o caso da cidade de Stelta onde muitas vezes o casal anuncia seu desligamento do filho, buscando afazeres voltados ao trabalho renovador e edificante. A criança, por sua vez, espírito experiente, compreende perfeitamente a escolha realizada por seus pais.
– Então não há necessidade de famílias como as nossas?
– Como conheceis o sentido da palavra família na Terra, definitivamente não há. Os núcleos formam-se intencionalmente e não mais regidos pelo ciclo cármico, baseados nas relações dolorosas, fruto do mau uso do livre arbítrio.
Nos planetas de regeneração, como será a Terra do futuro, bem como as cidades intraterrenas que moldarão a futura civilização da Terra, os encontros são planejados pelas equipes siderais, baseados nas necessidades individuais que conduzirão cada ser ao progresso.
Sendo assim, em Stelta as famílias podem ser e são formadas temporariamente para correção e ajustes vibratórios que os contatos próximos estimulam.
Em Okay, as escolhas baseiam-se tão somente na oportunidade de manifestação nos planos mais densos/materiais, com vistas ao aprendizado.
Em Létha, o amor fraterno é que une os grupos de famílias espirituais, agrupando-os conforme afinidade vibratória. Age assim o movimento cósmico universal, tal como o músico que reúne as notas musicais, harmonizando-as no conjunto sonoro capaz de despertar nos ouvintes os sentimentos elevados de paz e beatitude.
Os núcleos familiares em Létha são células da família universal em formação e garantem a possibilidade de poder e força de um povo através de sua união.
04.Transporte individual e coletivo
Nos núcleos mais densos há transportes individualizados e coletivos que circulam por largas avenidas. Todos os transportes são aéreos, pois veículos a “roda” já estão há muito superados. Nos centros mais evoluídos, as pessoas voam dentro das cidades sem auxílio de transporte, pois projetam do próprio corpo apêndice que os permite transitar. Eles se teletransportam. Aqueles de maior grau de evolução instruem os outros, em intercâmbio de aprendizagem, através das escolas e universidades existentes nas cidades.
Sofrem os irmãos intras por saber que o irmão da superfície ainda vive em estado tão primitivo por escolha própria, devido ao orgulho e ganância desmedidos. Soubesse o homem da superfície respeitar as Leis Maiores, há muito teria o Pai permitido o auxílio das Mentes Superiores que também habitam o planeta, trazendo avanço aos Seres e consequentemente à Terra.
Ersam – 12/10/2002
Existem diversificadas formas de deslocamento nas cidades intraterrenas. As naves internas destinam-se ao transporte das famílias e indivíduos habitantes dos primeiros degraus da cidade. São pequeninos veículos também movidos a ar, porém seu impulso inicial é ativado pela vontade consciente das mentes que intencionam transportar-se. Esse modo de acionar o meio de transporte, favorece o aprimoramento da força-mental-coletiva, desenvolvendo nos habitantes o domínio sobre essa forçahabilidade.
– Existem transportes individuais?
– Não. A qualquer local que desejam ir nas cidades, sempre haverá um grupo para lá se dirigindo, quando não a trabalho é sempre em família, pois a vida dos seres evoluídos tende à aproximação das mentes no exercício libertador do ego individualizado em oposição ao despertar da força-coletiva.
Logo após estas explicações, vejo uma espécie de micro ônibus e um grupo de intraterrenos ali entrando. Todos juntos concentram-se no deslocamento do veículo, que em seguida elevase
no ar e começa a se mover, deslizando suavemente, como se elevado por uma leve corrente de ar. Parece leve como uma pluma.
– De que material é feito esse transporte que vejo?
– A matéria plasmada utiliza elementos ainda desconhecidos de vossa química, porém assemelha-se de maneira distante a leveza de vosso alumínio, entretanto, sem a acidez desse elemento.
– E onde é conseguido esse material?
– Ele é produzido pela força das mentes que habitam degraus superiores e que após produzi- lo o enviam para ser moldado.
– As naves que saem sobrevoando a superfície e atravessando
nossa atmosfera em direção ao espaço também são constituídas do
mesmo material?
– Sim, a base é a mesma, mas, dependendo da missão, cada máquina voadora recebe um tratamento próprio, que a tornará em condições de realizar o deslocamento necessário.
– Poderia nos dar um exemplo prático?
– Sim, a ação corrosiva das substâncias componentes de vossa atmosfera requer a neutralização através de fina camada de uma espécie de verniz especial que se impregna na superfície metálica, conferindo-lhe a proteção requerida.
– De que é feito esse verniz?
– De algumas substâncias ainda desconhecidas por vós. Já aqueles veículos destinados a adentrar lagos, rios e mares revestem-se de uma substância que, ao entrar em contato com a água, endurece e isola os átomos, mantendo um equilíbrio entre as 45 forças de atração e repulsão dos elementos químicos do meio ambiente e da nave.
– Até mesmo as grandes naves são constituídas desse mesmo
material?
– Não. Cada civilização desenvolveu sua técnica e
aprimorou-a de acordo com suas possibilidades.
Orcadim – 26/10/2002
Obs: Creio que daí a explicação para tantos formatos de naves espaciais já avistadas.
05. Habitação
Suas construções são modeladas através de suas mentes, que captam a energia do Cosmo já transformada pela Terra, juntada aos elementos da própria Terra para a formação do material necessário.
Convivem em harmonia em suas casas coletivas, pois as vibrações afins os atraem. Convivem harmoniosamente. Quanto mais evoluída a pessoa menos individualizada ela se torna e por conseqüência vivem em moradas coletivas, ao passo que os de vibração menos sutil ainda residem em grupos familiares pequenos; todavia, todos confraternizados, visando sempre o bem estar coletivo.
Na cidade de Stelta, por exemplo, existem muitas famílias em grupos individualizados, formando conjuntos habitacionais e dentro desta mesma cidade, os comandos superiores morando em construções coletivas, estando todo o conjunto em harmonia. Dessas cidades subterrâneas emanam energia superior que traz equilíbrio ao Planeta.
Ersam – 12/10/2002
06. Religião
Os irmãos intraterrenos possuem religião que os liga profundamente ao Criador. Em suas cidades há recintos apropriados para o culto ao Pai Maior. Reúnem-se em grupos afins e harmônicos para entrarem em contato com as Mentes Superiores, captando- lhes a essência da mensagem sublime que traz aos seus corpos e mentes o entendimento e submissão ao Criador. Captam e assimilam a mensagem, transformando-a em pensamentos, palavras e ações diárias que confirmam sua Fé e crença em Deus. Os intras são dóceis e obedientes às Leis Imutáveis, sem falsas atitudes ou hipocrisia diante do Pai, assim como na convivência diária pacífica com as coletividades. Mentes evoluídas, formam em torno de si aura de bondade sentida por todos que deles se aproximam.
Por sua vez, os seres humanos da superfície buscam as muitas religiões, no intuito de salvarem suas almas do fogo eterno. Crêem que apenas na leitura das Escrituras e no saber recitar- lhes de cor os versículos, já estão salvas. Acordai, pobres crianças! Lançai-vos ao trabalho redentor, mesmo que seja sem uma religião oficial. No vosso coração pulsa o amor e as vossas mãos operam a caridade. Sois escolhidos, trazeis as Marcas do Cristo.
Salve a Luz.
Ersam – 12/10/2002
07. Conhecimento do espírito e do cosmo
Buscam os irmãos intraterrenos adquirir ao máximo o conhecimento acerca da vida do espírito e do cosmo, procurando avançar bastante, encurtando cada vez mais a distância que os separa das Mentes Superiores, no perfeccionismo das ações, no bem-servir ao Criador que sinceramente adoram.
Talvez na visão distorcida dos humanos, a aquisição do conhecimento seja por orgulho ou vaidade, mas afirmo-vos que os sentimentos inferiores que escravizam os homens na matéria já foram superados há muito por esses irmãos, que se encontram acima dos humanos na escala evolutiva.
Existem diversas profissões atuantes nas cidades intras, pois os seres especializam-se naquilo que mais se afinizam, sem contudo deixar de conhecer e estudar as demais profissões, não para concorrerem com outros, mas visando sempre ajuda e progresso, tornando-se cada vez mais um grupo homogêneo e harmônico, pois quanto mais evoluídas as mentes, a tendência é fundirem-se, tornando-se una.
Em algumas cidades intras de alta evolução, os Comandos Governamentais constituem-se em Grupos de Seres cujas mentesunas
comandam.
Não confundir mentes-unas com alma-grupo. Mentes-unas são pessoas que continuam a existir individualmente, apenas as mentes que de tão superiores fundemse num conjunto harmonioso, aumentando-lhes a capacidade de poderes e raio de ação, trazendo consequentemente benefícios para
aqueles que comandam e seus comandados. Buscam sempre a perfeição para aproximarem-se cada vez mais do Pai, visando sempre a ajuda aos carentes e desligados da
Luz.
Possuem poderosa força-energia controlada por sua mente
superior.
Vivem no interior da Terra, apesar de tão evoluídos, devido ao merecimento cármico que fizeram jus, pois um dia, viveram na superfície e não souberam respeitar as Leis de Deus, contribuindo na destruição da ordem e do progresso. Por isso não se sentem ainda merecedores de receber diretamente a graça dos raios solares do Astro Rei. Irmãos da Terra, adentrai as cidades intras com respeito e sem medo, aprendei com esses irmãos as lições da vida superior.
Ersam – 12/10/2002
08. Escolas
Suas escolas encontram-se distribuídas por toda a cidade. Onde há núcleos de aprendizagem, ergue-se ali também um edifício necessário a boa condução. Em geral as áreas são abertas e pode-se observar variados grupos de estudantes acompanhados por instrutores, a pesquisarem sobre o conhecimento desejado. A base do ensinamento é a Pedagogia Aplicada, pois através de exercícios o estudante é convidado a conhecer o objeto central de seu estudo, complementando com leituras, palestras, vídeos e até mesmo o acesso aos registros akashicos, sempre que possível. Incursões socorristas também são de grande proveito para a elucidação de aspectos que variam desde a evolução moral da humanidade até a configuração sistêmica dos corpos que compõem as criaturas.
Os intraterrenos afinizam-se principalmente pelo conhecimento e estudo da bioquímica vegetal e dos elementos que se evadem das espécies que cultivam. Dedicam-se, na sua formação, ao estudo e compreensão dos mecanismos de cura.
Isolam e avolumam gases curadores e aplicam em si, testando- lhes os efeitos equilibrantes ou desequilibrantes, para então apresentarem o resultado de sua experiência.
O tratamento é tema central em todas as faculdades, pois a civilização intraterrena assemelha-se àquelas espalhadas por diversos Orbes que já iniciaram o caminho da regeneração e buscam através do trabalho harmonizar em si as Leis Universais.
É nesse momento que as diversas categorias de espíritos buscam associar-se com as variadas correntes do trabalho espiritual. Em geral, as maiores dificuldades que foram geradas no período de provas e expiações determinam a natureza do trabalho a
ser desenvolvido por aquela pessoa.
Desse modo, o Mestre Ramatis, Mestre da união, teve sua virtude desenvolvida a partir do combate ao separativismo pregado e exercido outrora. O Amor Excelso do Mestre Jesus veio equilibrar o ódio desmedido existente no passado e assim por diante. O quadro que hoje observais é espelho dos quadros do passado, a refletir o reverso do primarismo, humano transformado pela força do impulso criador em dádiva de luz.
Sois, cada um de vós, partícipes do mesmo progresso, porquanto somente vos distinguis dos vossos irmãos intraterrenos, pelo momento evolutivo em que viveis. Não havendo portanto diferenças relevantes, por que temê- los? E, se não há motivo para
temê- los, por que evitá- los? Eles se preparam para receber-vos,
preparai-vos igualmente para o instante desse encontro quando tereis, por acréscimo de Misericórdia do Pai, a oportunidade de haurir forças para o soerguimento da vida regeneradora que surgirá
na Terra.
Nefertiti – 05/10/2002
As escolas intraterrenas são freqüentadas por alunos sedentos de aprendizagem e não por obrigação como os da superfície, que evitam o quanto podem a cadeira escolar.
Os métodos de ensino são diferentes do vosso, pois com mentes evoluídas e tecnologia avançada não é necessário o uso do caderno, lápis e borracha. Usam aparelhos sofisticados que projetam a imagem ou as palavras, alguns com imagens reais, possibilitando ao estudante sentir-se como parte integrante da lição
estudada.
As crianças intraterrenas crescem integradas na educação, procurando aperfeiçoarem-se naquilo em que se afinizam e assim escolhem uma profissão, buscando a perfeição naquilo que fazem.
Alguns Centros possuem Universidades onde, como na superfície, são matriculados alunos de diversas cidades, desde que
estejam aptos para freqüentá-las.
Insistem também no desenvolvimento moral/espiritual como
conseqüência.
Os seres intras, à medida em que envelhecem, despertam mais ainda a sua consciência, recordando o que aprenderam em vidas
anteriores, progredindo mais rápido com as experiências passadas e
aplicando-as com facilidade às lições que mais lhe aprazem no momento. Não se esquecem do conhecimento adquirido anteriormente. Na realidade, aperfeiçoam-se em cada existência,
nesta ou naquela atividade que escolheram. As crianças existentes em alguns Núcleos são alegres,
inteligentes, mansas e obedientes, sempre ávidas de aprendizagem,
sempre estimuladas a corrigirem-se e estudarem, buscando a perfeição desde a infância, corrigindo-se sempre, mesmo que não
exista cobrança sistemática e traumática dos pais amorosos.
Sem castigos, sem pressões e cobranças, vivem uma infância feliz, aprendendo e estudando, sempre visando um futuro útil à coletividade da qual fazem parte.
Os intras extraem da natureza lição e conhecimento para sustentação da vida, sem trazer- lhe danos ou desequilíbrios.
Estudam sem agredir, consomem sem dizimar, vivem em harmonia. Sabem utilizá- la sem prejudicá- la. Buscam conhecer minuciosamente todos os segredos dos Reinos da Natureza, extraindo a essência fluídica das plantas, por exemplo, para tratamentos e curas sem ferir- lhes a contextura física.
Plasmam na mente, antes de concretizarem na matéria, quaisquer projetos, analisando sempre os benefícios que eles possam trazer a todos e nunca provocando danos ou desequilíbrios a qualquer elemento da natureza. Sua força superior regenera os reinos inferiores que se encontram em desequilíbrio, provocado pela loucura e insensatez dos seres da superfície. Nas escolas, o aprendiz paulatinamente ativa o aprendizado de vidas anteriores, aperfeiçoa-o, dando continuidade ao estudo que tenha iniciado ou complementado do conhecimento adquirido.

*Se querem mais informação sobre Esses Seres e As Cidades, Livro CIDADES INTRATERRENAS - O DESPERTAR DA HUMANIDAD, que são as Cidades Invisíveis, Cidades de Outra Dimensão, se pode descarga em formato .pdf